quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

ELES e "a gente"


- Então a gente se consola
A gente brinca e pode brincar
A gente se diverte e se encontra
A gente se cria e remonta
A gente pode ser a gente
A gente pode mudar de cara
A gente quer ser diferente
Pode ter a cor que a gente sente!
Mas me responde...e ELES?
ELES só podem aprender com a gente!

-Será?

-Acho que podem sim. Com o tempo, eles aprendem a aprender com a gente.

-Sei não. Eles me parecem bem satisfeitos.

-Ah.. mas são só ELES. Num falo apenas do pronome não, pois, ser ELES, nunca é bom. Acredite!
-É. Talvez você tenha razão, mas ainda acho que eles não estão querendo saber de "a gente". E quem disse que não somos ELES?

-ELES????? Não, não, meu caro. Sabemos que somos só "a gente", a boa gente, a de descendência de Pedro Álvares Cabral. O máximo que podemos trocar aqui são ensinamentos, vindo de nossa parte. Sabe por que? Porque pegar chuva não é bom não! E olha como eles fazem, se lambuzam dela! Nós temos guarda-chuva, vamos mostrá-los como se vive! Enquanto caminham pelas praias, nós temos os carros. Sabemos da vida. Sabemos de viver. Enquanto eles plantam e colhem, compramos enlatados. Eles ainda cuidam do ambiente, cuidam da vida. Nós já sabemos do Aquecimento global, nós crescemos na ciência. Eles acreditam no amor, e olhe para nós. Nós já sobrevivemos a Duas Grande Guerras. Sabemos, meu caro, que o amor não existe mais em nós. Sabemos da nossa pagã realidade. Vivemos a liberdade!
Eles ainda acreditam no casamento. Nós já nos decepcionamos bastante, crescemos, evoluimos, não somos presos a isso. Não precisamos de compromissos. Eles, acima de tudo, ainda têm esperança....e veja no espelho. Veja o que de nós resta! Resta-nos apenas o presente! E vivamos o presente.... quem se importa com o que virá amanhã?

-ELES!!!! ELES se importam!

-ELES. Viu? Agora você entende, meu caro, não são ELES. São os ELES mais diferentes da gente que já conheci. E ainda me privam de chamá-los de loucos! ELES precisam aprender!E aprender com "a gente"!
( e o outro pensa, mas pensa:" ainda acho que quem são ELES é a gente!")

______________________________________


Ganhei mais alguns selinhos.... do meu amigo Zy!!! Muito obrigada pela homenagem...



Dedico a:

Alberto, de Meu telescópio,
Fernando (Butiá), de Paraíso Perdido,
Ju, de Quintal de cores,
Rafael, de Mia Geodésica,
Lucas(meu amigo lindo), de Lucania.


Agradeço muito, muito aos meus amigos do coração:
Filipe (O mundo de sofisma) e Fernando Lee! Obrigada pelo incentivo a continuar a escrever e pela amizade tão real e verdadeira que temos! Amo vocês!

Ah.. espero que tenham gostado da minha nova cara! :)

6 comentários:

Flávia Andrade disse...

Oi barberes,

Gostei do seu texto! É incrível como no meio deles tentamos escolher um lado, mas nos vemos atuando no outro.. no que nao queremos, ou que tentamos não estar. Bem, a parte da esperança me lembra um versículo. Talvez "ELES" gsotem dele..
"Agora pois, perfmanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior desses é o amor."

Bjim da republicana!

:: Daniel :: disse...

Parabéns pelo visual novo do blog.
Limpo, claro, pronto para nos oferecer mais reflexões.

Volto depois pra comentar o texto, moça.

E tenho msn, sim. =] Te passo pelo orkut [Achei você pelo Zy]

Bjo grande!

Lucas disse...

massa d+... curti muito!!! sem palavras...
e mt obrigado pela homenagem
gosto d+ docê, viu?!
bjs

:: Daniel :: disse...

Às vezes, eles não nos entendem
Eles não nos curtem
Não nos cumprimentam
Eles nos desdenham
... E no fim, nos pedem certa ajuda
E nos reconhecem
E nos querem
E nos pedem
Nos demandam
Alguns nos amam até, quem sabe...

Beijo, moça! =]

Mr. Ziggy disse...

Esse foi o texto seu que achei mais rico at� hoje dentre os que li. Ele prende a n�s, leitores, nos deixa curiosos, querendo saber a todo momento a quem voc� se refere. Amei as analogias com os �ndios, os crist�os etc. E pode ter a certeza de que o lado do aparentemente mais forte sempre perde. Biblicamente, � batata, j� que OS HUMILHADOS SER�O EXALTADOS. Bj�o, Babi!
Zy

Fernando Locke disse...

Puxa, muito obrigado pelos selos! estou agradecido! e seu texto ficou ótimo, puxa, o "eles" é que deveria ser "a gente", porque " a gente" não dá importancioa para aquilo que "eles" dão, mas deveríamos, porque senão, acabaremos por não ser mais ninguém! abraço!